Sem Bridão! (Bridleless)

Sempre me perguntei sobre o uso de bridões em cavalos, vejo por ai umas verdadeiras “peças de tortura” colocadas na boca destes animais, será que tudo isso é realmente necessário? Sempre tentei usar o bridão mais leve possível, para evitar algum tipo de “trauma”, mas para conseguir ter um certo controle.

Há 7 anos comecei a intercalar o bridão com o Hackamore e minha primeira surpresa foi que o cavalo ficou muito mais livre em seus movimentos. Até ai ótimo, mas a equitação sem bridão requer muito conhecimento e técnica, fui aprendendo que controlar um cavalo “livre” não era tão simples quanto parecia!

Fiquei anos só nesta troca entre bridão e Hackamore, mas nunca fui mais longe que isso, até agora. Nesta semana estava pela internet e vi uma prova diferente, que juntava todas as categorias (salto, adestramento, tambor, rédeas…) e todas com algo em comum, ninguém usava bridão e nem cabeçada! (infelizmente não consegui achar o link para postar aqui, se alguém souber me manda que coloco).

Ai comecei a me questionar, será que é possível? Então resolvi testar, e amei! A sensação é diferente de tudo, há uma séria necessidade de conexão entre cavalo e cavaleiro, pois lá ninguém esta no controle. Já sei alguém vai me falar que é comum ver nos Estados Unidos e bla, bla bla… mas reparem nos pés dos cavaleiros se eles estão com ou sem esporas. Geralmente quem faz este tipo de “show” usa uma espora “gigante” para que o cavalo não pense em desobedecer. Aqui estou falando de cumplicidade, sem esporas ou chicotes.

Tem um porem, é preciso muita técnica e controle sob o animal, não adianta ler e achar que no dia seguinte vai tirar tudo do cavalo e ficara lindo. É preciso ter calma e paciência, eu mesma tive alguma dificuldade para controlar fora da pista, não é algo que eu vá desistir, mas tenho muito o que aprender.

Com tudo comecei a pesquisar na internet sobre este conceito e achei muitas coisas legais, desde provas de salto e adestramento realmente antigas a sites especializados que defendem piamente a retirada dos bridões. Seguem alguns links. Salto, Adestramento, Site, Materia.

Vi que inventaram vários tipos de cabeçadas diferentes do Hackamore para que esse método fique mais seguro (afinal, sem bridão e cabeçada tem que ser muito bom para fazer) e que vem sendo usada muito na Europa e Estados Unidos e  obtendo excelentes resultado.

Agora, nem muito ao céu ou muito a terra, no meio do mundo equestre temos varias linhas a seguir e muita coisa a aprender. Não quer dizer que amanhã irei aposentar todos os bridões de meus cavalos, até porque foi assim que aprendi a montar e tenho que me reciclar, estudar e aprender.

Mas é mais uma coisa interessante que vale a pena ser compartilhada e eventualmente testada, gosto muito de aprender coisas para o bem estar dos animais e conseguir modificá-las do meu jeito para que haja uma cumplicidade!

AryBotasSpurWorkshop equestreThaty Vidal