Não dá para ganhar sempre!!!

Há um mês eu e o Bis estávamos nos preparando para mais uma etapa do Ranking do Clube de Campo São Paulo.
 
Confesso que não treinamos muito salto e sim bastante solo, mas isso não interfere em nada, afinal nossos treinos de salto sempre estavam perfeitos.
 
Pelo anti-programa achávamos que iríamos saltar na grama (o que ele Bis mais ama) e nos preparamos para isso!

 
Dia 24 de maio, Sábado, dia da prova, amanhece frio e chuvoso, eu já estou com gripe a duas semanas, muito mau, mas não ia deixar de ir para a prova.
 
A chuva não deu brecha o dia todo e não sei o porquê o Bis estava extremamente irritado. Neste dia em especial ele não deixava que eu encostasse nele que ele logo vinha me morder ou tentar dar coice. Mesmo quando eu pegava ele para andar ele ficava trotando em volta de mim sem parar, não queria nem comer grama!
 
 
 
Como sempre minha família toda vai junto e passamos o dia todo por lá, meu pai salta 0,90cm primeiro e então esperamos até 1,20m para o Bis.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fomos reconhecer a pista na chuva, o percurso não estava difícil, mas a pista estava bem alagada. A principio eu era numero 11. Reconheci e fui montar o Bis com calma, só que não! Chegando perto da pista lá estava meu pai me apressando, tinham varias desistências e já estava bem perto da minha vez.
 
Fizemos um aquecimento bem “fraco”, tudo com pressa e já no padoque começamos a ter problemas. A entrada dos obstáculos já estavam com buracos devido a chuva do dia todo, focamos em resolver isso e já tivemos que entrar na pista.
 
A pista estava bem molhada e com buracos, logo no número um o Bis refugou. Coloquei perna e continuamos, mas senti que ele estava muito para trás!!! E isso não é comum, ele costuma ser um cavalo extremamente quente. Conseguimos chegar apenas até o número 5.
 
Ambos saímos bem chateados da pista, afinal estávamos fazendo ótimos treino e mais altos que aquela pista. Era nítida a decepção do Bis, ele estava amuado procurando carinho, muito diferente de antes que estava nervoso!
 
Depois conversando com a minha treinadora comecei a entender melhor o que tinha acontecido, tínhamos feito apenas uma prova em muitos anos, fazia mais de 4 anos que o Bis não saltava na chuva, não colocava rampões e assim vai. Toda vez que chove eu prefiro não montar e quando a pista esta molhada eu não pulo! Logo acabei mal acostumando ele.
 
 
 
Depois ficamos observando pessoas que pulam provas todos os finais de semana e vimos que eles escolhem por onde pular o obstáculo, mais para o canto onde não tem buraco ou uma poça d’água, simples, mas não me lembrei disso. Eu, por falta de “pista”, não fiz isso, infelizmente eu ia bem no meio dos obstáculos, logo onde quase todos iam, onde formaram buracos e mais poças.
 
Ainda estou brava comigo mesma pelo que aconteceu, entendo todos os revés e as explicações, mas o que eu gosto mesmo é de ganhar!!! Só me falta mais “pistas” de ir mais para provas, ai ninguém nos pega!!
 
SpurWorkshop equestreThaty VidalAryBotas