Hipismo, esporte em família (orgulhosa)

Comecei o Hipismo de verdade aos 15 anos. Não sou de família com tradição neste esporte, pelo contrario, meu avó era fisiculturista e fazia levantamento de peso e meu pai goleiro de futebol.

Fui apresentada ao hipismo pela minha paixão pelos cavalos e quando comecei não consegui largar mais. No começo era algo na qual minha família apenas acompanhava, ia às provas, me levavam no treino (nem sempre) e ficava por ai!

Quando sai da escolinha e ganhei meu primeiro cavalo as coisas começaram a mudar, meu pai começou a se interessar em praticar o esporte. Nos dois primeiros anos era ele na dele, com a professora dele e eu na minha, nem nos cruzávamos nas pistas. Até que eu virei à instrutora dele e comecei a emprestar meus cavalos. A partir daí nunca mais estive sozinha.

Começamos a treinar juntos pelo menos uma vez por semana, todos os eventos de hipismo estávamos nós dois, criamos até um site de hipismo (www.clubedohipismo.com.br).

Meu pai começou a participar de provas e isso virou nossa paixão em comum.

Agora para minha grande felicidade tem mais um membro da minha família começando no esporte, minha filha de 3 anos. Ela sempre gostou de cavalos, mas no Brasil é um pouco difícil de achar pôneis dóceis para que crianças tão pequenas possam aprender este esporte. Com isso evitávamos levá-la na hípica, afinal quando ela ia acabava montando cavalos grandes.

Agora achamos um pônei e minha filha esta mais empolgada do que nunca!!! Minha família tem 3 gerações montando juntas, o que para as famílias de hoje em dia é bem raro.

O hipismo fez com que nossos finais de semana fossem em família, que unisse todos em uma só coisa, um esporte único na qual não tem sexo e nem idade.

Orgulho-me tanto de ter minha família junto no que eu amo, até meu marido que não é chegado em cavalos me ajuda a dar aulas para minha filha!

Isso é uma coisa que realmente vale a pena experimentar, um esporte em família… é uma experiência única!

SpurThaty VidalAryBotasWorkshop equestre